Como Fazer da Crise Uma Oportunidade

Fazendo da Crise Uma Oportuniade

 

Grandes mudanças ocorreram no mundo que conhecemos nos últimos meses e grandes mudanças ocorrerão nos meses seguintes.

Em momentos de crise como esse, as pessoas se dividem em 2 grupos:

– As criaturas das circunstâncias.

– E os criadores de circunstâncias.

Se você está lendo isso agora você provavelmente sabe a qual grupo você pertence.

As criaturas das circunstâncias são a grande maioria das pessoas. São as que vivem pelo medo e, por conta disso, acabam sendo vítimas das coisas que acontecem ao seu redor. Elas precisam ser lideradas e guiadas em momentos difíceis.

Do outro lado estão os criadores de circunstâncias. Essas pessoas são atingidas da mesma forma e pelos mesmos problemas que o outro grupo. A grande diferença é a maneira como elas reagem a isso. Esse grupo consegue se manter calmo, planejar e agir da melhor forma possível.

Hoje, o mundo precisa de mais criadores de circunstâncias. Precisamos de líderes que possam ajudar o restante da população na construção de um novo futuro. De um futuro melhor.

Nós não ficaremos esperando o Corona fazer o que quiser com o nosso mundo. Nós vamos lutar. Vamos nos adaptar. Vamos criar oportunidades onde a maioria só enxerga adversidades. E vamos ajudar o maior número de pessoas a fazerem o mesmo e trilharem o caminho para um futuro melhor.

 

As coisas vão piorar primeiro antes de melhorar

Sabemos que o vírus será contido, mas as coisas vão ficar piores do que já estão. Não teremos um apocalipse zumbi mas infelizmente teremos muitas perdas… e ainda teremos toda uma economia para levantar novamente.

Não podemos dar conselhos nenhum sobre saúde (além dos que você já sabe). Mas queremos ajudar seu negócio a sobreviver e a prosperar nesse momento de crise, sem explorar as pessoas.

Sabemos que a economia está encolhendo.

Mas sabemos que o dinheiro do mundo não vai desaparecer. O corona não vai acabar com ele. Claro que certos mercados sofrerão mais que outros (falaremos mais sobre isso) mas o dinheiro estará aqui, e com ele a chance de continuar prosperando.

E quanto mais próspero você for, mais você terá recursos para ajudar a si mesmo e às outras pessoas.

 

Os mercados que mais vão sofrer nessa crise e como contornar isso

Por conta das medidas necessárias atualmente, alguns mercados estão literalmente fechando as portas enquanto outros estão em grande baixa.

O fato é que as pessoas ficarão muito mais tempo “presas” em casa e passarão muito mais tempo conectadas ou entediadas. São adversidades que trazem oportunidades de tornarmos as vidas dessas pessoas melhores.

Vejamos alguns dos mercados que mais sofrerão com a crise e algumas possíveis soluções:

Academias – É recomendado oferecer suporte individualizado, se possível indo até a casa do cliente (com o devido cuidado). Se não, criar uma “academia virtual” com aulas online (individuais ou em grupo) é uma boa alternativa. Outra opção seria criar infoprodutos com os conhecimentos possuídos. Talvez alugar os equipamentos sobressalentes para quem deseja ter eles em casa?

Bares e restaurantes – O delivery e o drive thru serão a melhor alternativa para esse tipo de negócio. Uma outra opção seria criação de oficinas online que podem ser realizadas ao vivo ou podem ser gravadas. Infoprodutos sobre receitas e como cozinhar também tendem a ser bem aceitos nesse momento, desde que adaptados à realidade atual.

Beleza – Ainda que estejam confinadas as pessoas precisam de certos cuidados básicos como, por exemplo, cortar o cabelo. A alternativa é ir nas casas dos clientes (sempre com o devido cuidado). Ensinar as pessoas online ou realizar sessões de consultoria 1-1 via internet.

Viagens e hotéis – Uma possível solução seria fechar pacotes personalizados para um público com maior poder aquisitivo que gostaria de passar a quarentena (ou algum período) em um hotel ou resort (de novo, com todos os cuidados tomados e funcionamento diferenciado). Aproveitar o tempo ocioso para criar materiais para publicidade digital no futuro.

Eventos – Esse é um mercado que literalmente parou e a melhor opção aqui é migrar para o online. Realizar congressos e palestras online, já que as pessoas estarão em casa conectadas e com tempo.

Carros – Uma alternativa seria mudar para a prestação de serviços. Assim como as pessoas, os carros ficarão em casa parados mas eles ainda precisam de lavagem e manutenção. E como os preços tendem a baixar, pode ser que uma parte das pessoas aproveitem essa oportunidade para trocar de carro.

 

O melhor lugar para estar nesse momento

Com as pessoas confinadas, teremos recordes de acesso à internet. Mais conteúdo será consumido nos próximos meses do que nos últimos séculos e obviamente o digital é o melhor lugar para se estar nessa crise.

E não se engane, as pessoas vão continuar comprando. Pois mesmo em situação de crise, as pessoas querem viver bem, querer ser saudáveis, querem se divertir, querem ganhar dinheiro… Os desejos e as necessidades continuam lá.

E de novo, não estamos falando de explorar isso pensando unicamente em lucro. Mas sim pelo fato que empreendedorismo é resolver problemas, realizar desejos e suprir necessidades.

Comércio é oferta e demanda. E o que precisamos agora é adaptar nossas ofertas a essas novas demandas.

 

Boas notícias (Sim, nós temos!)

Para quem está ou quer migrar para o digital, existem grandes oportunidades a serem exploradas.

Já vimos que as pessoas estarão mais presentes online e que o consumo de conteúdo vai subir drasticamente. A maioria das compras serão online também.

Esse também é um bom momento para construir audiência. Tanto você terá mais pessoas prestando atenção em você, quanto anunciar online ficará mais barato. Isso por que a crise está fazendo com que muitos anunciantes parem seus anúncios, o que diminui a concorrência a reduz drasticamente os preços (que estavam cada vez mais caros antes da crise).

Obviamente estar no digital também permite que você continue gerando renda e ajudando outras pessoas… sem sair de casa. Afinal você só precisa de um computador ou celular com acesso a internet.

 

Mercados com maiores chances de prosperar na crise

Aqui vão alguns mercados com maiores chances de prosperar nessa crise:

Dinheiro (Finanças, ganhar dinheiro, trabalho, empreendedorismo)

Saúde (fitness, alimentação, saúde alternativa, doenças)

Relacionamentos (relacionamento, sexo, romance)

Negócios (B2B)

Sobrevivência

Desenvolvimento pessoal

Marketing

Software/soluções online

Entretenimento

Suprimentos

Isso não significa que somente quem está nesses mercados vai prosperar, mas naturalmente as chances aqui estarão mais favoráveis.

Uma coisa importante é que às vezes você não precisa criar um novo produto ou serviço para entrar nesses mercados. Às vezes você só precisa fazer adaptações e mudar a abordagem de marketing.

Por exemplo: Um curso de culinária pode ser vendido como um hobbie, mas também pode ter um apelo de sobrevivência, ajudando as pessoas a se alimentarem saudavelmente com poucos recursos nesse momento de crise.

É o mesmo produto adaptado a uma demanda diferente, com um apelo diferente.

 

O que fazer

Talvez você tenha que se adaptar. Talvez precise de pequenos ajustes. Ou talvez precise começar do zero. De qualquer forma, a hora é essa. As oportunidades existem e nós estaremos aqui para ajudar.

Vamos utilizar toda nossa expertise e recursos para ajudar aqueles que querem usar o digital para ajudar mais pessoas e construir um futuro melhor.

Aproveite a baixa dos preço dos anúncios e as pessoas mais conectadas do que nunca… e apareça mais. Seja o líder que seus seguidores precisam. Ouça-os. Ajude-os. E mais importante. Lidere-os.

Seja o líder que traz esperança em meio ao medo e caos.

Seja um criador de circunstâncias.

 

Caro leitor(a),

Espero de coração que o conteúdo desta carta lhe ajude a enxergar este momento difícil através de uma nova perspectiva.

Entretanto, se nos permitir, gostaríamos de fazer mais por você.

Decidimos nos posicionar e enviar diariamente, para uma base seleta, conteúdos ricos e práticos que irão te ajudar a ter mais sucesso no Digital.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!